• Apenas online
Sementes de BAGA DE ZIMBRO (Juniperus communis)

Sementes de BAGA DE ZIMBRO (Juniperus communis)

Este produto foi vendido

55
Vezes
1,65 €

Sementes de BAGA DE ZIMBRO (Juniperus communis)

Preço para o pacote de 6 sementes.

Baga de zimbro é a designação comum, incluindo para fins comerciais, dada às pinhas modificadas (ou cones femininos) produzidos por diversas espécies do género Juniperus, o qual inclui os zimbros e juníperos. Do ponto de vista botânico a estrutura é um gálbulo, um pseudofruto, e não uma verdadeira baga. Trata-se

Sementes em pacote :
Quantidade

Sementes de BAGA DE ZIMBRO (Juniperus communis)

Preço para o pacote de 6 sementes.

Baga de zimbro é a designação comum, incluindo para fins comerciais, dada às pinhas modificadas (ou cones femininos) produzidos por diversas espécies do género Juniperus, o qual inclui os zimbros e juníperos. Do ponto de vista botânico a estrutura é um gálbulo, um pseudofruto, e não uma verdadeira baga. Trata-se de um estróbilo típico das coníferas, mas cujas escamas estão profundamente modificadas e transformadas em estruturas carnudas e coalescentes, o que os transforma em verdadeiras pseudo-bagas. Este tipo de estrutura é característico de um conjunto reduzido de espécies, entre as quais Juniperus communis, sendo utilizado desde os tempos imemoriais como especiaria, particularmente na cozinha do noroeste europeu e na cozinha dos povos ameríndios da América do Norte. As bagas são também utilizadas para dar aroma e cor a diversas bebidas destiladas, entre as quais os gins. De acordo com a FAO, as bagas de zimbro são a única especiaria derivada de coníferas.

 

Características

Todas as espécies do género Juniperus produzem este tipo de falsas bagas, mas a maioria é considerada demasiado amarga para poder ser ingerida por humanos. Para além de J. communis, outras espécies que produzem bagas comestíveis são Juniperus drupacea, Juniperus phoenicea, Juniperus deppeana e Juniperus californica. Algumas espécies, entre as quais Juniperus sabina, são tóxicas e o seu consumo não é recomendável.

 

As bagas de Juniperus communis e da maioria das restantes espécies comestíveis têm 4-12 mm de diâmetro, embora nalgumas espécies possam ser maiores, como é o caso de J. drupacea cujas bagas têm 20–28 mm de diâmetro, as mais volumosas entre as espécies com utilização alimentar conhecida.

 

Ao contrário do que acontece com as escamas das pinhas da grande maioria da coníferas, que endurecem e lenhificam com a maturação, no caso das espécies do género Juniperus, as escamas permanecem macias, engrossando numa estrutura carnuda que coalesce numa pseudo-baga que recobre as sementes. As gabas assim formadas são verdes e duras quando imaturas, mas quando amadurecem engrossam, amolecem e ganham sabor e aroma frutado. Embora em algumas espécies as bagas maduras possam ter coloração amarelada ou alaranjada quando maduras, na maioria das espécies comestíveis ao maturarem adquirem coloração negra-azeviche ou azul-escura com laivos de púrpura. O período de maturação ronda os 18 meses na maioria das espécies, incluindo J. communis (mais curta, 8–10 meses em algumas espécies, mas cerca de 24 meses em J. drupacea).

 

A utilização culinária cinge-se em geral às bagas maduras, sendo preferidas as de cor negra, enquanto na utilização para preparação de bebidas destiladas são preferidas bagas com desenvolvimento completo mas ainda imaturas. Na preparação dos gins, o sabor e aroma é dado por bagas já completamente crescidas mas que ainda retêm a cor verde típica das bagas imaturas.

 

O sabor das bagas imaturas, enquanto verdes, apresenta um perfil dominado pelos óleos essenciais do grupo do pineno, com traços que são em geral descritos como sabores do tipo resinoso e a pinho. Quando as bagas amadurecem, este fundo do tipo pinho ganha notas descritas como próximo dos sabores associados aos citrinos e às ervas aromáticas verdes.[8] As camadas externas da baga são relativamente pobres em sabor, razão pela qual as bagas são em geral pelo menos ligeiramente maceradas antes de serem usadas como condimento em confecções culinárias ou como aromatizante em bebidas. As bagas podem ser utilizadas frescas ou secas, mas a intensidade do seu aroma e sabor declina com a secagem e armazenamento, razão pela qual são em geral utilizadas em fresco e sempre que possível imediatemente após a colheita.

MHS 77
78 Itens

No customer reviews for the moment.

Related products

16 other products in the same category