Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos  - 2
  • Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos  - 1
  • Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos  - 2

Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos

1,95 €

Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos

Preço para o pacote de 200 sementes (1g).

A berinjela, Solanum melongena, pertence à Família das Solanaceae e à Tribo das Solaneae.  O gênero Solanum compreende por volta de 1700 espécies conhecidas.
Peso líquido:

Desconto de quantidade

Quantidade Preço Poupa
3 1,70 € Até 0,75 €
Quantidade

Total Rating Total Rating:

0 1 2 3 4
0/5 - 0 reviews

View ratings
0 1 2 3 4 0
0 1 2 3 0 0
0 1 2 0 1 0
0 1 0 1 2 0
0 0 1 2 3 0

  Add Review View Reviews View Reviews

Este produto foi vendido

51
Vezes

Sementes de Berinjela Meio Longo Domésticos

Preço para o pacote de 200 sementes (1g).

A berinjela, Solanum melongena, pertence à Família das Solanaceae e à Tribo das Solaneae. O gênero Solanum compreende por volta de 1700 espécies conhecidas.

História : Em 1575, Leonhard Rauwolf fez a descoberta da berinjela em Aleppo, quando ele estava em missão botânica e notou que essa planta era chamada “melongena” e ‘bedenigian’. Essa berinjela era do tamanho de um ovo de ganso e de cor violeta. 

A berinjela é originária da Índia e sua origem deve ser bem longínqua, pois existem muitos nomes em sânscrito e numerosos em Bengali, em Hindi e em outras línguas da Índia. Na Índia, ela é chamada “brinjal”. Ela também é cultivada há muito tempo na China, no Oriente Médio e na África. É possível que a China seja um centro secundário de origem, com o desenvolvimento de variedades a pequenos frutos muito distintos das variedades originárias do centro principal de origem que foi a Índia. 

Um dos documentos mais antigos que nós encontramos sobre a berinjela se encontra num livro Chinês datando do século 5. No século 13 ela foi mencionada pelo médico Árabe Ibn El Beïthar assim como por Albert de Cologne no norte da Europa. 

No Ocidente ela é mencionada pela primeira vez e sob o nome de “Melonge”, no Livro “Simples Médecines de Platéarius” e a passagem que lhe diz respeito é inspirada do “Traité des Simples” do Judeu Egípcio Ysaac. Parece que ela já esteve cultivada em algumas regiões da Itália por volta do final do século 14. 
Uma das primeiras variedades a atingir a Inglaterra, por volta dos anos 1500, foi uma variedade cujos frutos eram brancos e do tamanho de um ovo de galinha, daí seu nome em inglês “eggplant”, que encontramos às vezes em francês “plante à oeufs”, “pondeuse”, “oeuf végétal”. Essa variedade é ainda cultivada hoje em dia. Há muito poucas variedades atualmente na Europa, mesmo se existe um grande número de todas as formas e todas as cores: verde, rosa, branca, amarela, violeta, salpicada. Essa planta é considerada como uma anual nas nossas terras, mas é uma vivaz nos países quentes. 
Conselhos de jardinagem 
É aconselhável semear as berinjelas uma dezena de semanas antes do período de transplantação a uma temperatura ligeiramente superior à necessária à germinação dos tomates. É preferível cortar as plantas antes de transplantá-las definitivamente no jardim. 
A berinjela é a planta favorita dos doríforos: às vezes alguns jardineiros dispõem algumas plantas no meio do jardim de batatas para criar uma cilada para esses insetos! A fim de favorecer um crescimento harmonioso e uma boa frutificação, é aconselhável utilizar um adubo bem maduro ou estrume bem decomposto. 
Polinização 
As flores da berinjela são perfeitas e auto-fecundas. Entretanto, hibridações entre variedades podem se manifestar, cuja freqüência varia em função do meio ambiente e da natureza e quantidade de insetos polinizadores. O modo de reprodução da berinjela é então uma autogamia preferencial.
 Em regiões de clima temperado, é aconselhável separar diferentes variedades com uma distância de 50 metros. Em região tropical, é aconselhável separar as diferentes variedades com uma distância de 500 metros a 1 km. Nós observamos no sul da Índia, por exemplo, flores de berinjela regularmente visitadas por borboletas, abelhas solitárias ou vespas pedreiras. 
Em compensação, pode-se plantar lado a lado variedades pertencentes a espécies diferentes: Solanum melongena, Solanum macrocarpon e Solanum aethiopicum. Não há, de fato, hibridações inter-específicas, somente possibilidades de hibridações entre variedades. 
Quando se deseja cultivar um certo número de variedades e só produzir um pouco de sementes de cada uma dessas variedades, pode-se simplesmente envolver a flor (antes que ela se abra) com um pequeno saco de papel ou tule, que retiramos quando o jovem fruto começa a se formar. Deve-se então tomar o cuidado de envolver o pedúnculo da flor polinizada sob proteção com um cordão colorido a fim de reconhecer facilmente o fruto cujas sementes são de variedades puras. 
Pode-se também cultivar uma meia dúzia de plantas de cada variedade numa gaiola coberta com um véu ou num mini túnel com um véu, quando se deseja colher mais sementes. 
Produção de sementes 
As sementes de berinjela só são fecundas quando são colhidas dos frutos totalmente maduros, quer dizer, que começam a murchar tomando uma coloração amarela ou marrom. A extração das sementes é muito mais trabalhosa do que a dos tomates ou das pimentas. Pode-se utilizar métodos secos ou métodos úmidos. 
Um método seco consiste em bater os frutos quando eles estão bem maduros a fim de despregar os cubículos portadores de sementes no interior da carne. Os frutos são em seguida abertos e as sementes são desalojadas uma a uma. 
Um outro método seco, reservado às regiões muito quentes, consiste em deixar os frutos bem maduros secarem ao sol. As sementes são desalojadas em seguida. 
Um dos métodos úmidos consiste em cortar a berinjela em pequenos cubos e a passá-los na batedeira com água e à pequena velocidade. A mistura é em seguida derramada num recipiente e recuperam-se as sementes viáveis que caíram no fundo do recipiente. Lava-se depois com uma peneira fina e as coloca a secar num tamis. 
Esse tipo de extração pode também ser realizado deslocando-se as sementes dos pequenos cubos de berinjelas com os dedos. 
 É aconselhável secar as sementes úmidas de berinjela o mais rápido possível, com a ajuda de um ventilador, por exemplo, pois elas têm a tendência a germinar muito facilmente quando a temperatura ambiente é muito quente. 
As sementes de berinjela têm uma duração germinativa média de 6 anos. Entretanto elas podem conservar uma faculdade germinativa até 10 anos. Um grama contém por volta de 200 sementes. 
A germinação das berinjelas às vezes é caprichosa durante os seis primeiros meses que seguem a extração (mesmo se no momento da extração por via humana, elas têm a tendência a germinar facilmente). Então é aconselhável colocá-las num refrigerador durante alguns dias a fim de estimulá-las. 
P 101
9967 Itens

Ficha informativa

Sementes escolhidas manualmente?
Sementes colhidas manualmente
HEIRLOOM ?
Sim
sementes orgânicas ?
Sementes Orgânicas
Orgânico ?
sim
Comestível?
Comestível
Germinação ?
Taxa de germinação 80%
Sementeira profundidade?
Sementeira profundidade 5 mm
Planta é adequada para o cultivo?
A planta é adequada para o cultivo ao ar livre
A planta é adequada para o cultivo em estufa
A planta é adequada para o cultivo em um terraço na varanda
Adequado para panela?
Adequado para panela: sim
Peso do fruto ?
Peso da fruta: 500 g
Origem das sementes?
Origem das sementes: Itália
Planta Medicinal?
Planta medicinal: Sim

USDA Hardiness zone

Reviews Reviews (0)

Based on 0 reviews - 0 1 2 3 4 0/5

Cookies are Necessary and help make a website usable by enabling basic functions like page navigation and access to secure areas of the website. The website cannot function properly without these cookies.

Cookies necessários
Os cookies necessários ajudam a tornar um website útil, permitindo funções básicas, como a navegação e o acesso à página para proteger áreas do website. O website pode não funcionar corretamente sem estes cookies.
Nome do cookie Fornecedor Objetivo Termo
seeds-gallery.shop www.seeds-gallery.shop Este cookie ajuda a manter as sessões do usuário abertas enquanto eles estão visitando um site, e os ajuda a fazer pedidos e muitas outras operações, como: data de adição do cookie, idioma selecionado, moeda usada, última categoria de produto visitada, produtos vistos pela última vez, identificação do cliente, nome, nome, senha criptografada, e-mail vinculado à conta, identificação do carrinho de compras. 480 horas
Cookies de estatística
Os cookies de estatística ajudam os proprietários de websites a entenderem como os visitantes interagem com os websites, recolhendo e divulgando informações de forma anónima.
Nome do cookie Fornecedor Objetivo Termo
collect Google Ele é usado para enviar dados ao Google Analytics sobre o dispositivo do visitante e seu comportamento. Rastreie o visitante em dispositivos e canais de marketing. Sessão
r/collect Google Ele é usado para enviar dados ao Google Analytics sobre o dispositivo do visitante e seu comportamento. Rastreie o visitante em dispositivos e canais de marketing. Sessão
_ga Google Registra um ID exclusivo que é usado para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 2 anos
_gat Google Usado pelo Google Analytics para controlar a taxa de solicitação 1 dia
_gd# Google Este é um cookie de sessão do Google Analytics usado para gerar dados estatísticos sobre como você usa o site, que são removidos quando você fecha o navegador. Sessão
_gid Google Registra um ID exclusivo que é usado para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 1 dia
Conteúdo não disponível