últimos pedidos

  •  
    Ronald, Austria
  •  
    iliana , Bulgaria
  •  
    Geneviève, Canada
  •  
    Gregory, Switzerland
  •  
    Petra, Switzerland
  •  
    James, Germany
  •  
    Neumann, Germany
  •  
    Cedric, Germany
  •  
    Richard, Germany
  •  
    Katja, Germany
  •  
    Angelika, Germany
  •  
    jose, Spain
  •  
    Albert, Spain
  •  
    Michael, Finland
  •  
    Thomas, Finland
  •  
    Lynsey, France
  •  
    Mirco, France
  •  
    Marie-Laure, France
  •  
    Christine , United Kingdom
  •  
    Katherine, United Kingdom
  •  
    George, Greece
  •  
    Karol, Italy
  •  
    Daniele, Italy
  •  
    Janaina, Italy
  •  
    lenz, Italy
  •  
    Carolina, Portugal
  •  
    Americo Duarte, Portugal
  •  
    Maria, Portugal
  •  
    Csaba , Romania
  •  
    Hans, Sweden

Família de beterraba

Sementes (1000) de Beterraba Chata do Egito

Sementes (1400) de...

Preço 8,00 € (SKU: P 111 (20g))
,
5/ 5
<div> <h2><strong><span style="font-size:14pt;"><em>Sementes de Beterraba Chata do Egito</em></span></strong></h2> <h3><span style="color:#ff0000;font-size:14pt;"><strong>Preço para o pacote de 1400 sementes (20g).</strong></span></h3> <div>Raízes de formato globular achatado com 7 a 9 cm de diâmetro, tipo de sementes disponíveis normais, início da colheita de 80-100 dias. Planta bienal que desenvolve, na sua fase vegetativa, folhas alongadas, situadas ao redor de um pequeno caule que tem continuidade numa raiz tuberosa bastante destacada. Após o florescimento formam-se glomérulos, que são estruturas de consistência corticosa, medindo cerca de 4 mm de diâmetro, onde encontram-se de 3 a 4 sementes botânicas. O produto comercial da planta é a raiz tuberosa que apresenta coloração vermelho-escura.</div> <div>Características da flor</div> <div>Sob baixas temperaturas há emissão de um pendão floral de 60 a 100 cm de comprimento, com flores de coloração verde-clara a branco-amarelada, aglomeradas em grupos de 2 a 5, numa inflorescência do tipo espiga ramificada.</div> <div>Hortaliça anual herbácea, pertencente à família Chenopodiaceae e cuja parte comestível uma raiz constituída, internamente, por faixas circulares de tecidos condutores de alimentos alternadas com faixas de tecidos contendo alimento armazenado. Estas são relativamente largas e escuras ou mais coloridas; as de tecidos condutores são mais estreitas e mais claras. É originária da Europa. Os meses mais frescos são os preferidos para o seu cultivo. No Brasil, é mais cultivada em São Paulo, Minas Gerais e na região Sul. Bom teor de proteína (3%) e de ferro (2,5 mg/100g de produto cozido).</div> <div>Cultivares</div> <div>Chata do Egito, Crosbyis Egyptian, Detroit Dark Red, Green Top Bunching, H¡brida Avenger, H¡brida Wonder, Red Velvet, Sangria, Stays Green, Tall Top Early Wonder, Wonder Precoce, Ruby Queen e Vermelha Rubi.</div> <div>Época de plantio</div> <div>O melhor desenvolvimento ocorre na faixa de 10 a 20oC. Em altitude inferior a 400 metros, semear de abril a junho; de 400 a 800 metros, de fevereiro a junho; acima de 800 metros, o ano todo. Na cultura de verão as cotações são superiores, mas o risco é maior, inclusive pela alta incidência de doenças. Sob temperatura elevada há formação de anéis claros na raiz, depreciando o produto.</div> </div>
P 111 (20g)
Sementes (1000) de Beterraba Chata do Egito
Sementes de Beterraba Arco Íris RAINBOW

Sementes de beterraba...

Preço 2,00 € (SKU: VE 223)
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de beterraba arco-íris RAINBOW</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 55+- (1g) sementes.</strong></span></h2> <p>Uma mistura visualmente deslumbrante de cinco variedades de beterraba com excelente pele exterior contrastante, carne, caules e folhas! Cada variedade tem um sabor doce e pode ser apreciada por raízes maduras durante todo o verão.</p> <p>Delicioso, seja cozido, frio ou inverno, pode até ser fatiado cru em saladas para uma aparência ainda mais bonita. Tente cozinhar suas folhas como uma alternativa ao espinafre ou acelga.</p> <p>Semear 1 cm de profundidade em fileiras com 30 cm de distância.</p> <p>Pré-embeber as sementes em água morna 1 hora antes da semeadura acelerará a germinação.</p> <p>Altura: 30cm (12in).</p> <p>Largura: 15cm (6in).</p> </body> </html>
VE 223 (1g)
Sementes de Beterraba Arco Íris RAINBOW
Sementes de Beterraba Chata do Egito

100 Sementes de Beterraba...

Preço 1,95 € (SKU: P 111 (1,5g))
,
5/ 5
<div> <h2><span style="font-size: 14pt;" class=""><strong>100 Sementes de Beterraba Chata do Egito</strong></span></h2> <h3><span style="color: #ff0000; font-size: 14pt;"><strong>Preço para o pacote de<strong> 100 </strong>sementes.</strong></span></h3> <div>Raízes de formato globular achatado com 7 a 9 cm de diâmetro, tipo de sementes disponíveis normais, início da colheita de 80-100 dias. Planta bienal que desenvolve, na sua fase vegetativa, folhas alongadas, situadas ao redor de um pequeno caule que tem continuidade numa raiz tuberosa bastante destacada. Após o florescimento formam-se glomérulos, que são estruturas de consistência corticosa, medindo cerca de 4 mm de diâmetro, onde encontram-se de 3 a 4 sementes botânicas. O produto comercial da planta é a raiz tuberosa que apresenta coloração vermelho-escura.</div> <div>Características da flor</div> <div>Sob baixas temperaturas há emissão de um pendão floral de 60 a 100 cm de comprimento, com flores de coloração verde-clara a branco-amarelada, aglomeradas em grupos de 2 a 5, numa inflorescência do tipo espiga ramificada.</div> <div>Hortaliça anual herbácea, pertencente à família Chenopodiaceae e cuja parte comestível uma raiz constituída, internamente, por faixas circulares de tecidos condutores de alimentos alternadas com faixas de tecidos contendo alimento armazenado. Estas são relativamente largas e escuras ou mais coloridas; as de tecidos condutores são mais estreitas e mais claras. É originária da Europa. Os meses mais frescos são os preferidos para o seu cultivo. No Brasil, é mais cultivada em São Paulo, Minas Gerais e na região Sul. Bom teor de proteína (3%) e de ferro (2,5 mg/100g de produto cozido).</div> <div>Cultivares</div> <div>Chata do Egito, Crosbyis Egyptian, Detroit Dark Red, Green Top Bunching, H¡brida Avenger, H¡brida Wonder, Red Velvet, Sangria, Stays Green, Tall Top Early Wonder, Wonder Precoce, Ruby Queen e Vermelha Rubi.</div> <div>Época de plantio</div> <div>O melhor desenvolvimento ocorre na faixa de 10 a 20oC. Em altitude inferior a 400 metros, semear de abril a junho; de 400 a 800 metros, de fevereiro a junho; acima de 800 metros, o ano todo. Na cultura de verão as cotações são superiores, mas o risco é maior, inclusive pela alta incidência de doenças. Sob temperatura elevada há formação de anéis claros na raiz, depreciando o produto.</div> </div><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
P 111 (1,5g)
Sementes de Beterraba Chata do Egito
Sementes de Beterraba 'Monika'

Sementes de Beterraba 'Monika'

Preço 1,35 € (SKU: VE 33 (1g))
,
5/ 5
<div> <h2><span style="text-decoration: underline;" class=""><em><strong>Sementes de Beterraba 'Monika'</strong></em></span></h2> <h3><strong><span style="color: #ff0000;">Preço para o pacote de<strong> 100+ </strong>sementes.</span></strong></h3> <div>Planta de folhagem verde-escura, com talos e nervuras vermelhos.</div> <div>A Beterraba, Beta vulgaris, pertence à Família das Quenopodiaceae e à Tribo das Cyclolobeae. O gênero Beta compreende 6 espécies conhecidas. Botanicamente e de um ponto de vista cultural, pode-se distinguir quatro tipos na espécie Beta vulgaris:&nbsp;</div> <div>- Beta vulgaris cicla que compreende as acelgas.&nbsp;</div> <div>- Beta vulgaris esculenta que compreende as beterrabas hortenses.&nbsp;</div> <div>- Beta vulgaris rapa que compreende as beterrabas para forragem.&nbsp;</div> <div>- Beta vulgaris altissima que compreende as beterrabas açucareiras.&nbsp;</div> <div>O tipo selvagem é sem dúvida Beta vulgaris marítima que se encontra da Mancha até a Índia.&nbsp;</div> <div>História&nbsp;</div> <div>Beta vulgaris teve um papel muito importante na alimentação do homem e do animal. Existem duas formas maiores: uma com raízes carnudas, a beterraba, e outra com folhas, a acelga.&nbsp;</div> <div>A planta cultivada não tem nome sânscrito ou hebreu e segundo Candolle e Bois, sua introdução se situaria por volta do século 6 ou 4 antes de Cristo. Segundo outros autores, algumas escavações arqueológicas situariam as primeiras tentativas de cultura há quatro mil anos no norte da Europa. A beterraba parece ser originária da Alemanha.&nbsp;</div> <div>Os primeiros comentários elaborados sobre sua cultura e seu cozimento “entre duas cinzas” datam de 1558 e são devidos a Matthiolus. Entretanto, encontra-se também referências no inventário de um domínio real situado perto de Versailles em 812. No início do século 19, as variedades com carne amarela escura e muito açucarada eram as mais estimadas para a preparação de algumas iguarias tais como o “fricassée de beterrabas”.&nbsp;</div> <div>Parece que as beterrabas para forragem foram introduzidas na Alemanha por volta do ano 1561. Durante o século seguinte, sua cultura se espalhou muito. As beterrabas açucareiras foram desenvolvidas na Polônia por volta dos anos 1740. Desde 1786, elas se tornaram uma fonte alternativa de açúcar muito importante, seu cultivo sendo muito encorajado pelo rei da Prússia.&nbsp;</div> <div>Na nossa época, o açúcar diverte as crônicas alimentares e nutricionais. Desse ponto de vista, é interessante tomar consciência da evolução da utilização e da produção de açúcar durante os últimos milênios.&nbsp;</div> <div>Quando se remonta a alguns milênios no passado, a única utilização de açúcar, mencionada nas obras e na tradição oral, era ligada à colheita de mel. No Ocidente, foi necessário esperar as expedições de Alexandre o Grande na Índia para que a cana de açúcar fosse descoberta e se tornasse uma fonte essencial de açúcar e isso até o aparecimento da beterraba açucareira. É interessante notar simbolicamente que a produção de mel não necessita de nenhuma tecnologia. São as abelhas que realizam toda a obra. Existem ainda alguns povos no planeta que colhem mel chamado “selvagem”. Quanto à cana de açúcar, ela não requer muita tecnologia humana, pelo menos nas suas utilizações anteriores à era industrial. A beterraba açucareira quanto a ela, requer enormemente de tecnologia, tanto na prática agrícola quanto nos processos de extração industrial.&nbsp;</div> <div>Na visão da tripartição da planta em impulso “flor”, em impulso “hastes e folhas” e no impulso “raiz”, é interessante notar que o mel é intrinsecamente ligado ao impulso “flor”, que a cana de açúcar é intrinsecamente ligada ao impulso “folhas e hastes” e que a beterraba açucareira é intrinsecamente ligada ao impulso “raiz”.&nbsp;</div> <div>Poderíamos tirar dessas imagens numerosos ensinamentos que passam do conjunto dessa obra. Entretanto, resta valorizar que as faltas dos modelos tecnológicos exacerbados se fazem também sentir na saúde das abelhas que são vítimas de numerosas calamidades.&nbsp;</div> <div>As abelhas são os polinizadores essenciais para a vida do mundo vegetal.&nbsp;</div> <div>O que acontecerá com nossos agricultores quando os polinizadores terão sido totalmente erradicados por práticas contra a natureza?&nbsp;</div> <div>Conselhos de jardinagem&nbsp;</div> <div>Semear no lugar na primavera e desbastar em função da grossura desejada das raízes. Algumas variedades são mais sensíveis ao crescimento: então é aconselhável semeá-las, o mais cedo, duas semanas antes da última geada presumida. De fato, uma exposição muito intensa ao frio seguida de longas jornadas de junho poderia resultar em um aumento precoce de sementes.&nbsp;</div> <div>A germinação leva de uma a três semanas, em função da temperatura (de 10° a 30°C). As beterrabas preferem um solo móvel e enriquecido de um adubo bem maduro, assim como de regas freqüentes.&nbsp;</div> <div>Polinização&nbsp;</div> <div>A beterraba é polinizada, de forma predominante, pelo vento. Entretanto, acontece dela ser polinizada por insetos tais como os Dyptera. Seu pólen é tão leve que ele pode viajar mais de 7 km, segundo o clima, a topografia e a temperatura do ar.&nbsp;</div> <div>Para assegurar a pureza absoluta de variedades, são necessários muitos quilômetros entre as duas variedades de beterraba. Entretanto, na maior parte dos casos, para o jardineiro amador, uma distância de 500 m a 1 km será suficiente. A beterraba hortense pode também se hibridar naturalmente com a beterraba açucareira, a beterraba para forragem e a acelga.&nbsp;</div> <div>O jardineiro pode então deixar brotar uma acelga, ou uma beterraba hortense, ou uma beterraba açucareira ou uma beterraba para forragem.&nbsp;</div> <div>Para o jardineiro amador, a técnica de produção de sementes mais fácil, quando se deseja deixar brotar muitas variedades de Beta vulgaris, é de cortar as porta-sementes como um “boné”. É então aconselhável, para evitar o que chamamos de depressão genética, cortar muitas plantas porta-sementes como um “boné”.&nbsp;</div> <div>Produção de sementes&nbsp;</div> <div>Existem dois métodos de produção de sementes de beterrabas.&nbsp;</div> <div>- De semente até semente. Esse método consiste em semear as beterrabas relativamente tarde no ano, isto é, em agosto e setembro em função dos climas. As jovens plantas, em função dos tipos de solos, são replantadas no final do outono ou no início da primavera. Elas ficam na terra todo o inverno e esse método só é aplicável nas regiões onde não têm fortes geadas. Elas brotam durante o verão.&nbsp;</div> <div>- De raiz até semente. Esse método consiste em semear as beterrabas normalmente na primavera. As raízes são retiradas da terra no outono e colocadas em silo durante o inverno, depois de terem sido tiradas as folhagens. Pode-se assim conservá-las em areia úmida. Elas são em seguida replantadas na primavera, quando a terra é trabalhável e que os riscos de fortes geadas já passaram. A transplantação se efetua de tal modo que o gargalo da beterraba esteja no nível do solo. É aconselhável bater bem o solo em volta da raiz transplantada a fim de que ela não se resseque e que o processo de brotamento se realize de forma harmoniosa. Esse método permite selecionar as raízes mais conformes ao tipo ou selecioná-las em função de critérios do jardineiro.&nbsp;</div> <div>É aconselhável ter, no jardim, uma dezena de plantas porta-sementes da mesma variedade a fim de beneficiar de uma boa diversidade genética. Alguns jardineiros cortam a parte superior das hastes da porta-sementes de beterraba a fim de favorecer o desenvolvimento de belas sementes na parte inferior dessas hastes. Deve-se cuidar de colher as sementes desde que elas estão maduras pois elas caem no chão muito facilmente.&nbsp;</div> <div>A “semente” de beterraba é de fato um glomérulo que tem de 2 a 6 sementes. Os glomérulos podem ser colhidos individualmente, ao mesmo tempo em que se dá a maturidade. Pode-se também cortar os galhos quase maduros a fim de colocá-los para secar em um lugar protegido, seco e bem ventilado.&nbsp;</div> <div>O processo de brotamento da beterraba pode se mostrar trabalhoso ou impossível nas zonas onde a diferença entre o comprimento do dia e da noite não é bastante marcada. A beterraba é, de fato, considerada como uma bianual que necessita de longos dias de verão para a frutificação.&nbsp;</div> <div>As sementes de beterraba têm uma duração germinativa média de 6 anos. Entretanto elas podem conservar uma faculdade germinativa até 10 anos ou mais. Um grama contém uma cinqüentena de glomérulos.&nbsp;</div> <div>Como plantar: escolha bem a área do canteiro, preferencialmente terras com alto teor de matéria orgânica. Revolva a terra entre 20 e 30 cm de profundidade misturando para cada 10 m2 de canteiro 300 g (1 copo) de adubo NPK de uma fórmula comercial, ou 1,5 kg (1,5 litros) de esterco bem curtido ou húmus, uma semana antes da semeadura ou do transplante. Irrigar uma vez por dia, sem encharcar, de preferência no início da manhã ou no final da tarde.</div> </div> <script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 33 (1g)
Sementes de Beterraba 'Monika'
Sementes De Beterraba Comprida Vermelha

Sementes De Beterraba...

Preço 1,95 € (SKU: VE 31 (1g))
,
5/ 5
<div class="container"> <div class="row"> <div class="col-12"> <div> <h2><span style="text-decoration: underline;" class=""><em><strong>Sementes De Beterraba Comprida Vermelha (Beta vulgaris var. crassa)</strong></em></span></h2> <h3><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de<strong> 100 </strong>sementes.</strong></span></h3> <div>Planta de folhagem verde-escura, com talos e nervuras vermelhos. Raiz de formato cilíndrico alongado e de coloração vermelha intensa.</div> <div>Como plantar: escolha bem a área do canteiro, preferencialmente terras com alto teor de matéria orgânica. Revolva a terra entre 20 e 30 cm de profundidade misturando para cada 10 m2 de canteiro 300 g (1 copo) de adubo NPK de uma fórmula comercial, ou 1,5 kg (1,5 litros) de esterco bem curtido ou húmus, uma semana antes da semeadura ou do transplante. Irrigar uma vez por dia, sem encharcar, de preferência no início da manhã ou no final da tarde.</div> <div>Dicas: o formato alongado proporciona maior número de rodelas com o mesmo diâmetro.</div> <div>Germinação: de 3 a 4 dias</div> </div> </div> </div> </div><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 31 (1g)
Sementes De Beterraba Comprida Vermelha
Sementes De Exóticas Beterraba Chioggia

Sementes De Exóticas...

Preço 1,55 € (SKU: P 80)
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes De Exóticas Beterraba Chioggia</strong></h2> <h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 15 sementes.</strong></span></h2> <div>Esta relíquia de família italiana, geralmente é desfrutada crua. A beterraba Chioggia tem um sabor suave e exige menos tempo de cozimento do que a maioria das outras variedades.</div> <div>Detalhes adicionais</div> <div>Família: Chenopodiaceae </div> <div>Gênero: Beta </div> <div>Espécie: vulgaris </div> <div>Cultivar: Chioggia</div> <div>Categoria: Legumes, Bienais</div> <div>Seed Tipo: de polinização aberta, Heirloom</div> <div>Altura: 12/06, em (15-30 cm)</div> <div>Espaçamento: 6-9 polegadas (15-22 cm)</div> <div>Germinação: 14 a 20 dias</div> <div>Dias para a maturidade: 55-65 dias</div> <div>Exposição de Sun: pleno sol</div> <div>Bloom Horário: no final da Primavera / início do Verão</div> <div>Exigências do solo: 6,6-7,5 (neutro), 7,6-7,8 (levemente alcalino)</div> <div>Propagação Métodos: A partir de sementes, semear diretamente no solo.</div> <div>Outros detalhes: as necessidades de água média, a água regularmente, não enxarcar o solo.</div>
P 80
Sementes De Exóticas Beterraba Chioggia

Sementes de Beterraba de Ouro Detroit - Golden Detroit

Sementes de Beterraba...

Preço 1,95 € (SKU: P 70)
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de Beterraba Dourada (Golden Detroit)</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 25 sementes.</strong></span></h2> <p>Trata-se de uma variedade produtiva de beterraba amarela dourada que produz frutas extremamente grandes, sabor delicioso, cor amarela dourada retida quando cozida. É usado como beterraba comum e pode ser usado para doces, bem como para preparar muitos outros pratos, bem como para organizar.</p> <p>Sua maior vantagem é o sabor, que é agradável em contraste com o sabor intenso da beterraba comum. Raízes maduras não se tornam fibrosas.</p> <p>A partir desta beterraba, suas mãos não serão coloridas como as beterrabas comuns.</p> <p>Além disso, as folhas podem ser colhidas e utilizadas como espinafre durante toda a temporada. Boa resistência ao aparafusamento (o que é aparafusamento? Quando uma planta floresce, o gosto da planta muda) e armazena bem.</p> <p>Tempo de amadurecimento: 55 dias.</p> <p>Se você semear após algumas semanas durante o verão, receberá esses vegetais até o final do verão.</p> <p>Semear na primavera após a última geada.</p> <p>Semear 1 cm de profundidade em fileiras com 30 cm de distância.</p> <p>A pré-imersão das sementes em água morna 1 hora antes da semeadura acelerará a germinação.</p> </body> </html>
P 70
Sementes de Beterraba de Ouro Detroit - Golden Detroit
Sementes Acelga Chard Rainbow Seeds

Sementes de acelga do...

Preço 1,90 € (SKU: VE 11 (1g))
,
5/ 5
<!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=UTF-8" /> </head> <body> <h2><strong>Sementes de acelga do arco-íris</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 55+- (1g) sementes.</strong></span></h2> <p>Acelga do arco-íris, que é extremamente popular, não só por causa de suas cores ricas! Permanece um pouco menor que a acelga branca, mas é mais resistente e suporta a proteção do inverno, mesmo quando plantada ao ar livre. As folhas externas são colhidas, se o tempo permitir, isso pode ser feito até o final de novembro. As hastes podem ser cozidas ou cozidas no vapor como vegetais, as folhas jovens também são para consumo cru, por exemplo mais adequado para saladas. Por causa de sua cor, é também um atrativo real como planta decorativa na fronteira perene. Deve estar em um local ensolarado em solo recém-úmido.</p> <p>Origem: França</p> <p>Tempo de amadurecimento: 70 dias (médio cedo)</p> <p>Folhas: médias a 40 cm</p> <p>Altura da planta: 50 cm</p> </body> </html>
VE 11 (1g)
Sementes Acelga Chard Rainbow Seeds
Sementes de Acelga 'White Silver' 1.45 - 2

Sementes de Acelga White...

Preço 1,45 € (SKU: VE 99 (1,9g))
,
5/ 5
<h2 class=""><strong>Sementes de Acelga 'White Silver'</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 100 (1,9 g) ou 1600 (20 g) sementes.</strong></span></h2> <div>A acelga ou beterraba branca (Beta vulgaris var. cicla), é uma hortaliça, que apresenta talos longos e firmes, as folhas podem ser opacas ou brilhantes na coloração verde ou avermelhada.</div> <div>Contém quantidades consideráveis de niacina, vitamina A e vitamina C. Além destas contém ésteres do ácido oxálico, o que pode prejudicar a absorção de cálcio pelos ossos.</div> <div>Na Argentina, a acelga é muito apreciada na culinária e é consumida em pizzas, na forma de bolinhos fritos e, principalmente, é consumida como ensopado junto com batata cortada em pedaços e temperada com alho frito em azeite.</div> <div>História</div> <div>Na antiguidade, já era utilizada pelos romanos, egípcios e gregos. Tornou-se mais conhecida na Idade Média, na França.</div> <div>Uso Medicinal</div> <div> <p>Pode ser usada nas micoses, cicatrizes e cálculos biliares. Age como antioxidante, auxília o fígado e é utilizada nas doenças circulatórias.</p> </div> <script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 99 (1,9g)
Sementes de Acelga 'White Silver' 1.45 - 2
Sementes de espinafre - AMERICANO GIGANTE 2.15 - 1

Sementes de espinafre -...

Preço 2,15 € (SKU: VE 43 (2g))
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de espinafre - AMERICANO GIGANTE</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><strong>Preço por pacote de 160 (2g) sementes.</strong></span></h2> <p>O Espinafre AMERICANO GIGANTE é uma variedade de ciclo precoce, rústica e muito produtiva. O Espinafre AMERICANO GIGANTE possui um porte volumoso e as suas folhas de cor verde escuro são grandes e carnosas.</p> <p>&nbsp;</p> <p>O Espinafre AMERICANO GIGANTE pode-se semear de Fevereiro a Abril e de Setembro a Novembro. Gosta de exposição ao sol ou meia sombra. Adapta-se a qualquer tipo de solo, mas prefere solos enriquecidos com matéria orgânica, soltos e permeáveis. Espaçamento: 25 cm entre linhas e 10 cm entre plantas</p><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 43 (2g)
Sementes de espinafre - AMERICANO GIGANTE 2.15 - 1
Sementes de Espinafre da Nova Zelândia (Tetragonia tetragonoides) 1.85 - 1

Sementes de Espinafre da...

Preço 1,85 € (SKU: P 448 NZ)
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de Espinafre da Nova Zelândia (Tetragonia tetragonoides)</strong></h2> <h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 10 sementes.</strong></span></h2> <p>O espinafre-da-nova-zelândia é uma verdura originária da Oceania, tendo sido utilizado como fonte de vitamina C pelos navegadores ingleses em suas viagens pela região durante o século XVIII. Mais apropriado para cultivo em regiões de clima tropical que o espinafre-verdadeiro, o espinafre-da-nova-zelândia tem folhas e pontas de ramos nutritivos que são geralmente consumidos cozidos tal como o espinafre, mas que também contêm uma grande concentração de oxalatos, devendo portanto ser consumido com moderação.</p> <p><strong>Clima</strong></p> <p>O espinafre-da-nova-zelândia pode ser cultivado em uma faixa de temperaturas que vai de 16°C (melhor se for acima de 20°C) a 30 - 35°C. Esta planta não suporta baixas temperaturas e geadas.</p> <p><strong>Luminosidade</strong></p> <p>O espinafre-da-nova-zelândia necessita de alta luminosidade e deve receber luz solar direta ao menos por algumas horas diariamente. Em regiões muito quentes (30°C ou mais), a planta pode se beneficiar se receber alguma sombra nas horas mais quentes do dia.</p> <p><strong>Solo</strong></p> <p>O solo deve ser bem drenado, leve, fértil e rico em matéria orgânica. A planta é tolerante quanto ao pH do solo, mas cresce melhor quando o pH está entre 6,0 e 7,0.</p> <p><strong>Irrigação</strong></p> <p>Irrigue com a frequência necessária para que o solo seja mantido úmido, sem que permaneça encharcado. Esta planta é resistente a curtos períodos de seca, mas cresce melhor se não falta água.</p> <p><strong>Plantio</strong></p> <p>As sementes (na verdade frutos secos) podem ser semeadas diretamente no local definitivo da horta. Deixar as sementes de molho na água por 1 dia pode apressar a germinação, que geralmente é demorada (entre 2 semanas a 3 meses ou mais).</p> <p>As sementes também podem ser semeadas em sementeiras ou pequenos vasos, com as mudas sendo transplantadas quando têm de 4 a 6 folhas verdadeiras.</p> <p>Embora o espinafre-da-nova-zelândia também possa ser propagado por pedaços de ramos, que enraízam com facilidade quando parcialmente submersos em água, é raro encontrar alguém que use este método de plantio, mesmo em regiões de clima quente onde pode ser cultivado por todo o ano.</p> <p>O espinafre-da-nova-zelândia pode ser cultivado facilmente em jardineiras e vasos grandes.</p> <p><strong>Tratos culturais</strong></p> <p>Retire as plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos.</p> <p><strong>Colheita</strong></p> <p>A colheita das folhas e das pontas dos ramos pode começar quando a planta estiver bem desenvolvida, o que geralmente ocorre de 50 a 80 dias após o plantio, repetindo a colheita a cada uma ou duas semanas a partir daí.</p> <p>Folhas mais velhas são menos tenras e são mais amargas que as folhas jovens.</p>
P 448 NZ
Sementes de Espinafre da Nova Zelândia (Tetragonia tetragonoides) 1.85 - 1
Sementes de Espinafre ''Matador''

Sementes de Espinafre...

Preço 1,65 € (SKU: VE 26 (2g))
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de Espinafre ''Matador''</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;" class=""><strong>Preço por pacote de 2g (160) sementes.</strong></span></h2> <div>Variedade precoce e de rápido crescimento. Produz folhas grandes de cor verde escuro. Sementeira: na Primavera e Outono.</div> <div>ESPINAFRE (SPINACIA OLERACEA L.)</div> <div>Prefere um clima temperado fresco, não suporta calor excessivo nem seca. Exposição: ao sol. Sementeira: directa, faseada de Março a Novembro, evitando os períodos mais quentes. Espaçamento: 20/35 cm entre linhas, 6/8 cm entre plantas. Quantidade de sementes: 300/500 g por 100 m2. Rotação: evitar cultivar a seguir a chenopodiáceas e couves &nbsp;e evitar cultivar no mesmo local num período inferior a 3/4 anos.</div><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 26 (2g)
Sementes de Espinafre ''Matador''
Sementes de Quinoa Vermelho ou branco (Chenopodium quinoa)

Sementes de Quinoa Vermelho...

Preço 2,00 € (SKU: P 219)
,
5/ 5
<div class="&quot;rte&quot;"><h2><strong>Sementes de Quinoa (Chenopodium quinoa)</strong></h2><h2><span style="color:#ff0000;"><strong>Preço para o pacote de 700+- (2g) sementes.</strong></span></h2><p>Quinoa (/ˈkiːnwɑː/; transliteração: 'quínua'; do Quechua: kinwa) é uma espécie de planta (Chenopodium quinoa Willd.; Amaranthaceae) nativa da região andina do Peru, Bolivia, Equador e Colômbia, onde foi domesticado há cerca de 3.000 a 4.000 anos para consumo humano, embora existam registros arqueológicos de uso de sementes não domesticadas para uso pastotl a cerca de 5.200 a 7.000 anos atrás.1 Produz um grão considerado muito importante à alimentação e à vida do homem no altiplano andino.</p><p>Originária das alturas dos Andes e conservada por quechuas e aymarás, com suas 3.120 variedades.</p><p>Após a invasão espanhola, os alimentos autóctones, como a quinoa, o amaranto e a maca, caíram paulatinamente em desuso e foram substituídos pelos grãos consumidos na Europa, como o trigo e a cevada.</p><p> </p><p><strong>Brasil</strong></p><p>A quinoa apresenta um bom resultado como cultura de verão nas entressafras; por ser botanicamente diferente das espécies nativas, é mais resistente às pragas e doenças que ficam nos restos de cultura e plantas espontâneas, diminuindo seu impacto negativo.3</p><p> </p><p>Cada 100 gramas de quinoa contêm 15 gramas de proteínas || 68 g de carboidratos, 9,5 mg de ferro, 286 mg de fósforo, 112 mg de cálcio, 5 g de fibras e 335 kcal. A composição pode variar um pouco, em razão da diversidade de sementes. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, a quinoa é um dos alimentos mais completos que existem.</p><p> </p><p>A quinoa não contém glúten.4</p><p> </p><p>A quinoa pode substituir o trigo na produção de farinha, a soja na produção de óleo, o milho para biodiesel e o arroz na alimentação.</p><p> </p><p><strong>Ano Internacional da Quinoa</strong></p><p>A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 2013 como o Ano Internacional da Quinoa, em reconhecimento das práticas ancestrais da população andina, que preservaram quinoa como alimento para as gerações presentes e futuras, por meio de conhecimento e práticas de vida em harmonia com a natureza. O objetivo é atrair atenção mundial para o papel da quinoa para a segurança alimentar, nutrição e erradicação da pobreza, apoiando o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.</p><p> </p><p>A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação funcionará como Secretariado do ano internacional. Bolívia tem a presidência do Comitê de Coordenação , enquanto Equador, Perú e Chile dividem a vice-presidência, com a relatoria nas mãos da Argentina e da França.</p></div>
P 219 C
Sementes de Quinoa Vermelho ou branco (Chenopodium quinoa)
Sementes de Espinafre-Indiano (Basella alba)  - 5

Sementes de...

Preço 3,55 € (SKU: P 448 BA)
,
5/ 5
<h2><b>Sementes de Espinafre-Indiano (Basella alba)</b></h2> <h2><span style="color: #ff0000;"><b>Preço para o pacote de 10 sementes.</b></span></h2> <p>Basella alba , também conhecida como bertalha, bretalha ou espinafre-indiano, é uma planta trepadeira perene encontrada nos trópicos, onde é amplamente utilizada como verdura.</p> <p>Basella alba possui um rápido crescimento, uma haste flexível de videira, chegando a 10 metros de comprimento. Suas folhas são grossas, semi-suculentas, em formato de coração, e tem um sabor suave e textura mucilaginosa.</p> <p>Cresce bem a pleno sol, em climas quentes e úmidos e em áreas inferiores a 500 metros acima do nível do mar, nativa da Ásia tropical.</p> <p>Os frutos, extremamente escuros quando maduros, quando esmagados fornecem suco de coloração vermelha muito escura.</p><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
P 448 BA
Sementes de Espinafre-Indiano (Basella alba)  - 5
Sementes de Beterraba Forrageira Mammoth  - 3

Sementes de Beterraba...

Preço 2,25 € (SKU: VE 62 (3g))
,
5/ 5
<h2><strong>Sementes de Beterraba Forrageira Mammoth</strong></h2> <h2><span style="color: #ff0000;" class=""><strong>Preço para o pacote de 3g (100) sementes.</strong></span></h2> <p>Esta raiz tuberosa da família Chenopodiaceae caracteriza-se por ser um alimento apropriado ao arraçoamento de vários animais, servindo a ovinos, caprinos, equinos e até suínos, mas é para os bovinos que a beterraba forrageira tem maior interesse, – tanto na produção de leite como de carne.</p> <p>Sob o ponto de vista do agricultor, a cultura da beterraba forrageira, embora exija algum conhecimento especializado traz, mesmo assim, grandes vantagens, entre as quais se destacam a grande quantidade de matéria seca (MS) produzida por hectare, a relativa resistência da cultura a más condições climatéricas em relação a outras culturas forrageiras, a adaptação a vários climas e, ainda, a possibilidade de total mecanização.</p> <p>&nbsp;</p> <p>AS SEMENTES DE BETERRABA</p> <p>Apresentam-se, normalmente, agrupadas em glomérulos de até três sementes, pelo que na sementeira se devem usar sementes monogérmicas e não tal como obtidas na planta. A semente é muito pequena, logo, é importante o solo, à superfície, ser fino de modo a que a germinação e subsequente emergência da planta seja mais fácil e, em profundidade, o solo deverá ser solto, para que a raiz se desenvolva devidamente. Quanto ao pH, a espécie necessita de valores entre os 6,5 e 7, pois valores de pH ácidos podem comprometer seriamente a produtividade.</p> <p>O método mais utilizado atualmente é a sementeira diretamente no campo, embora a transplantação de plântulas seja uma opção válida quando a área é exígua. A sementeira pode ser feita no outono-inverno, já que o cultivo em Primavera-Verão (regadio) tem a competição com culturas como o milho e o sorgo, muito mais produtivas e eficientes no uso da água. Nas regiões da Europa central apenas se pode semear na Primavera.</p> <p>As sementes, nuas ou revestidas, devem ser monogérmicas, ou seja, uma semente dará origem a uma só planta, assegurando, assim, a permanência desta no lugar definitivo desde o início. A colocação das sementes no solo, por sua vez, deverá ser executada através de um semeador pneumático ou mecânico, a uma profundidade de 2 a 3 cm.</p> <p>&nbsp;</p><script src="//cdn.public.n1ed.com/G3OMDFLT/widgets.js"></script>
VE 62 (3g)
Sementes de Beterraba Forrageira Mammoth  - 3

Cookies are Necessary and help make a website usable by enabling basic functions like page navigation and access to secure areas of the website. The website cannot function properly without these cookies.

Cookies necessários
Os cookies necessários ajudam a tornar um website útil, permitindo funções básicas, como a navegação e o acesso à página para proteger áreas do website. O website pode não funcionar corretamente sem estes cookies.
Nome do cookie Fornecedor Objetivo Termo
seeds-gallery.shop www.seeds-gallery.shop Este cookie ajuda a manter as sessões do usuário abertas enquanto eles estão visitando um site, e os ajuda a fazer pedidos e muitas outras operações, como: data de adição do cookie, idioma selecionado, moeda usada, última categoria de produto visitada, produtos vistos pela última vez, identificação do cliente, nome, nome, senha criptografada, e-mail vinculado à conta, identificação do carrinho de compras. 480 horas
Cookies de estatística
Os cookies de estatística ajudam os proprietários de websites a entenderem como os visitantes interagem com os websites, recolhendo e divulgando informações de forma anónima.
Nome do cookie Fornecedor Objetivo Termo
collect Google Ele é usado para enviar dados ao Google Analytics sobre o dispositivo do visitante e seu comportamento. Rastreie o visitante em dispositivos e canais de marketing. Sessão
r/collect Google Ele é usado para enviar dados ao Google Analytics sobre o dispositivo do visitante e seu comportamento. Rastreie o visitante em dispositivos e canais de marketing. Sessão
_ga Google Registra um ID exclusivo que é usado para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 2 anos
_gat Google Usado pelo Google Analytics para controlar a taxa de solicitação 1 dia
_gd# Google Este é um cookie de sessão do Google Analytics usado para gerar dados estatísticos sobre como você usa o site, que são removidos quando você fecha o navegador. Sessão
_gid Google Registra um ID exclusivo que é usado para gerar dados estatísticos sobre como o visitante usa o site. 1 dia
Conteúdo não disponível